Estelle, uma sapatilha para chamar de minha

Já comentei aqui no blog sobre o meu drama para comprar sapatilhas. Todas me machucam, apertam, fazem bolhas… Por isso há alguns ano que só uso o modelo da Chanele não é só pela marca, juro por todos meus sapatos haha! Era o único modelo que não me machucava.

Vocês leram certo… eu disse ERA porque isso virou passado. No mês passado eu descobri uma alternativa tão lindinha quanto a Chanel, e muito mais em conta (meu bolso agradece!). Estou falando das sapatilhas Estelle.

LD_SAPATILHAS_ESTELLE_2

Eu descobri a Estelle totalmente por acaso. Eu fui na multimarcas Lutsy (das queridíssimas Renata e Ana Luiza) tentar encontrar um vestido para o casamento que tive em Brasília. Acabou que eu não achei o vestido, mas uma mesa chamou minha atenção. Para uma apaixonada assumida por sapatilhas como não ser hipnotizada por essa imagem abaixo? Hahaha.

Mesa da

Na hora perguntei para Renata que marca era essa que lembrava a Repetto ali no meio da loja. E foi aí que ela me contou a história da Estelle.

É uma marca com um único modelo de sapatilhas criada em 2012 por uma francesa, a Estelle Desmarais, que quando se mudou para o Rio não achava nada que lhe agradava. Assim, ela foi para o Sul do Brasil e desenvolveu uma modelagem própria.

Eu não resisti e trouxe uma azul marinho para casa. Apesar de lembrar visualmente a Repetto e todo seu visual do universo de balé clássico, eu posso garantir que elas não machucam como as “similares francesas”, viu? São bem macias e uma delícia para andar mesmo nos dias mais longos. 

LD_SAPATILHAS_ESTELLE_3

A melhor parte é que além de confortáveis e lindinhas, elas custam R$280,00. Um preço na minha opinião justíssimo pelo acabamento e o trabalho artesanal.

A Estelle está a venda na Lutsy como eu disse, e no site da marca.  Para quem está em busca de uma sapatilha, eu aconselho experimentar. E de quebra, você ainda vai usar uma marca que não é “batida” por aí. Afinal, exclusividade is the new black! 

 

Esse conteúdo foi publicado originalmente no blog da Lari Duarte.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *